quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

CAIXA DA FELICIDADE E DA PAZ PARA TODOS OS NOSSOS LEITORES E COLABORADORES.



Nesta caixa, dentro dela, não existe nada material, mas existe tudo de bom que os nossos leitores e colaboradores precisam para o ano de 2015, e consequentemente os anos seguintes: Paz, amor, fé, saúde, felicidade, harmonia entre família, e sobre tudo, compreensão entre amigos e parentes.

São os sinceros fotos da família dos blogs:


http://blogdomendesemendes.blogspot.com
http://sednemmendes.blogspot.com
http://jmpminhasimpleshistorias.blogspot.com
http://mendespereira.blogspot.com

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Shirley Carvalhaes de Camargo - Cantora

www.radionovaesperanca.com.br

Shirley Carvalhaes de Camargo, mais conhecida como Shirley Carvalhaes (Rio de Janeiro, 7 de setembro de 1954) é uma pastora e cantora brasileira de música cristã contemporânea.1 Foi a cantora que mais vendeu discos nos anos 80 e 90. Em 2008, recebeu o Disco de Pérola, pela vendagem de mais de 1 milhão de CDs pela gravadora Art Gospel.2

Em 2011, Shirley assinou contrato com a multinacional Sony Music e, em agosto do ano seguinte, lançou o álbum O Tempo de Cantar Chegou3 , com tiragem inicial esgotada em 10 dias.4


Extensão Vocal

Shirley Carvalhaes é um Mezzosoprano; possui um E3 como nota mais grave na canção "O cenário de Vitória" do álbum Cenário de Vitória. Sua nota mais aguda até hoje foi um F5 na canção "Eles Sumiram" do álbum Pássaro Livre.

História

Shirley Carvalhaes sempre confiou nas promessas de Deus para sua vida. Filha de Dona Esther e Sr. Antonio Mariano, ela acompanhava os pais na igreja.

Shirley teve uma infância humilde, em Mesquita, no RJ, mas sempre foi criada com muito amor pelos seus pais. Sua mãe foi sua maior incentivadora no seu ministério de louvor.

Na adolescência passou por lutas que levaram a desistir de louvar, e foi acometida de uma enfermidade onde ela mal podia falar. Com o coração quebrantado e firmando ali um compromisso com Deus, recebeu a visita de um irmão com um violão, que já entrou em sua casa dizendo: ''Hoje, a irmã Shirley vai cantar! ". Quando sua mãe entrou no quarto, para sua surpresa, ela estava sentada na cama e cantando junto com o irmão que acompanhava com o violão: ''Eu preciso falar de Jesus, aos perdidos que vivem sem luz. Eu preciso falar de sua graça sem par, sim falar de seu grande amor ...". A partir daí Shirley não parou mais de louvar ao Senhor.

Trajetória da Cantora na música Gospel

Em 1976, aos 22 anos, Shirley foi convidada para substituir a esposa do cantor Wilson de Almeida, que estava enferma, na colocação de voz do LP Acima das Estrelas, pela Gravadora Rocha Eterna.

O LP foi lançado em Janeiro de 1977 e muito bem aceito pelo público evangélico na época. Apesar da cantora estar grávida de seu primeiro filho, a colocação de voz foi tranquila. Em Fevereiro de 77 a cantora deu a luz ao seu primogênito Flávio Carvalhaes, dedicando-se a cuida-lo pelo resto do ano.

Em 1978, gravou seu segundo disco, Supremo Autor, colocando a voz nas 12 faixas do disco em apenas 08 horas seguidas, mas sem cansaço por parte da cantora, que pode ser notado ao ouvir essa gravação.

Em 1979, lança mais um disco, Morada de Deus, onde pode-se ver o lado compositor da cantora em duas faixas do álbum.

No ano seguinte, 1980, Shirley grava Santo Amor de Deus, um LP com músicas suaves e já com um timbre mais maduro que pode ser notado principalmente nas músicas ''Lágrimas'' e ''Rasgou-se o Véu''.

Mas foi em 1981, que ela grava Tesouro Incomparável, com esse LP a cantora começa a alcançar os estados do Brasil. ''Deus Tem Amor Para Dar'', ''Eu Vou'' e ''Da Cruz Saiu'' começam a serem tocadas nas rádios, marcando uma nova fase no ministério da cantora.

1982, seguindo o trajeto de lançar um disco a cada ano, ela grava Asas da Humilhação.

Em 1983, veio o LP Mansões Celestiais, também teve grande repercussão com as músicas ''Mansões Celestiais'', ''Seu Nome é Jesus'', ''O Véu do Templo'' e ''Porque Será ?''.

No final de 1983, veio seu 8º LP de título Poemas, que marcou a música pentecostal no Brasil com a faixa ''Estou Contigo''. Esse louvor marcou a vida da cantora, quando seu filho Flávio foi acometido de uma grave enfermidade e foi hospitalizado. A cantora ao visitá-lo ficou emocionada e entoou ''Estou Contigo'' ao lado do filho, Deus operou tremendamente o milagre, curando-o da doença.

No final de 1984, a cantora apresenta mais um LP que veio para consagrar a trajetória de sucesso na música evangélica, o disco Renúncia, de grande aceitação do público, rendendo LP de ouro na época. O álbum traz belíssimas faixas como ''A Árvore da Cruz'', ''Ditosa Cidade'', ''Renúncia'' e ''Até Sião'', que embalaram muitos repertórios de conjuntos e corais das igrejas evangélicas.

No final de 1985 gravou Avivamento, seu 10º LP, que também veio pra somar tanto em qualidade, quanto em voz e interpretação.

Em 1986, começa a gravar Se o Amanhã... , com destaque para as músicas ''Pedradas'', ''Gaivota'' e ''Se o Amanhã''.

No ano seguinte, 1987, a cantora presenteia o público com seu 12º disco, Asas do Vento. A partir do mesmo, a cantora começa a explorar novos ritmos e estilos, alcançando notas antes não exploradas por sua voz. Até os dias de hoje não sabe se ao certo a quantidade de discos vendidos pela cantora, de concreto é que já vendeu mais de 16 milhões, números que podem ultrapassar a casa dos 20 milhões.

A cantora, em 1988 , grava o LP Porta de Amor, e ganha prestígio por este belíssimo lançamento.

continua..... em andamento... Shirley Carvalhaes já esteve Cantando do lado de ilustres celebridades do cenário gospel como Elaine de Jesus , Henrique Castro, Banda Plenitude , Eliane Silva Mattos Nascimento entre outros.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Shirley_Carvalhaes

Se você gosta de ler histórias sobre "Cangaço" clique no link abaixo:

http://blogdomendesemendes.blogspot.com 

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

TÂNIA ALVES - camtora


Tânia Maria Rego Alves (Bonito de Santa Fé1 2 ou Rio de Janeiro3 , 12 desetembro de 1953)  éuma atrizdançarina,cantora e empresária brasileira.

Seu mais recente trabalho foi na novela Araguaia, de Walther Negrão, na Rede Globo.4

A atriz também atua como empresária desde 1999 e é mãe da também atriz Gabriela Alves, com quem divide a administração de um spa em Nova Friburgo.


Sempre indagada sobre o fato de fazer muitos papéis nordestinos em novelas e minisséries, ela responde:

Eu sou mestiça de negrosíndiosportuguesesholandeses e judeus, imagina só. E o Brasil é isso. Um caldeirão, uma mistureba. Eu sou carioca. Minha mãe é carioca e meu pai era pernambucano. Mas não foi com ele que eu conheci os modos, comportamentos e costumes nordestinos. Foi com o diretor Luís Mendonça. Eu fiquei seis anos no “Grupo Chegança”. Por ali passaram Elba RamalhoAlceu ValençaGeraldo AzevedoWalter BredaTonico PereiraJoel BarcelosMadame Satã... Era um grupo muito louco que fazia musicais brasileiros. Minha escola é essa e, de todas as vinte e poucas peças que eu fiz, só duas ou três não foram musicais.

Eu viajei muito mambembeando com o Luís Mendonça pelo Brasil inteiro. Então eu guardo um arquivo muito grande de sotaques. Não é à toa que me chamavam na televisão pra fazer personagens nordestinos, porque os diretores iam assistir as peças de teatro e pegavam nos palcos os atores pra fazer televisão. E eles viram como eu tinha um arquivo grande de comportamentos, de costumes e de sotaques de cada estado. Porque no nordeste não fala todo mundo igual, cada estado fala diferente. Eu acho que o grande barato do ator é fingir, é ser algo completamente diferente do que ele é, então quanto mais diferente de mim, mais eu gosto. É sempre um desafio. Não gosto muito de rótulos que me prendam. De qualquer forma, essa brasilidade é uma marca registrada, mas eu gosto da liberdade de poder mudar, de experimentar.

Meu sonho é fazer uma novela do Gilberto Braga, totalmente urbana, uma mulher sofisticada. Eu tenho esse lado. Eu não vim de pau-de-arara do nordeste, como muita gente pensa [risos]. Não é assim a minha história. Eu gosto de fazer coisas sempre bem diferentes. Eu estava fazendo “Os Monólogos da Vagina”, do Miguel Falabella, que é bem internacional, bem legal. Adoro fazer Tieta, que é baiana, é musical, é brasileira. E o baiano é muito especial! Ele tem umas características muito próprias que eu adoro. Adoro a Bahia. Meus avós por parte de mãe eram baianos. Eu vou sempre pra lá.5

http://pt.wikipedia.org/wiki/T%C3%A2nia_Alves


Se você gosta de ler histórias sobre "Cangaço" clique no link abaixo:

http://blogdomendesemendes.blogspot.com

quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

RITCHIE VALENS - Cantor


Ricardo Esteban Valenzuela Reyes, mais conhecido como Ritchie Valens (13 de Maio de 1941 – 3 de Fevereiro de 1959) foi um músico americano descendente de mexicanos, nascido em Pacoima (Vale de São Fernando), no subúrbio de Los Angeles,CalifórniaEstados Unidos.

Ritchie nasceu em uma família conturbada, sem auxilio de pai tinha apenas a mãe e irmão, seu irmão mais velho se envolvia em problemas, Ritchie e ele se envolveram em várias brigas, Ritchie ficou famoso interpretando músicas de rock. Seu grande sucesso foi a canção "La Bamba", que mais tarde nomearia um filme sobre sua vida. Também foi regravada pelo grupo Los Lobos quase 20 anos depois.


Durante a chamada Era Rockabilly, a carreira de Ritchie Valens estava em ascendência. No entanto, em 3 de fevereiro de 1959Buddy HollyBig Bopper e Valens morreram em um acidente de avião. Após uma performance no Surf Ballroom em Clear Lake, Iowa, o pequeno avião Beechcraft Bonanza no qual viajavam entrou em uma tempestade de neve cega e bateu no milharal de Albet Juhl, algumas milhas depois, às 1:05 da manhã. Esse incidente ficou conhecido como "o dia em que a música morreu", retratado posteriormente na canção American Pie, de Don McLean.

roqueiro brasileiro Raul Seixas preferiu dizer que o dia 3 de fevereiro de 1959 foi "o dia em que o rock bateu as botas". Com tal afirmação, Seixas sugeria que a morte precoce dos músicos deixou o rock sem uma possível significativa contribuição, que poderia influenciar tudo o que é hoje conhecido acerca deste estilo musical.

Ritchie Valens, durante sua breve carreira, produziu dois álbuns. Quando se interessou pelo rock, Valens já possuía uma base musical sedimentada no pop, no jazz e na música folclórica mexicana, apesar de não falar bem a língua espanhola.

A Carreira[editar | editar código-fonte]

Ao completar 15 anos, comprou sua primeira guitarra e, em 1957, já com 16 anos, formou uma banda chamadaSatellites, formada por dois negros, um americano de ascendência mexicana e um de origem japonesa.

Meses depois, Valens foi descoberto por Bob Keane. Após 60 tentativas (como descritas no filme La Bamba) conseguiu chegar ao take definitivo de "Come On Let's Go" e, assim, chegou às lojas seu primeiro compacto, já com o seu nome artístico.

No segundo semestre de 1958, sua carreira tomou um grande impulso quando participou do filme Go Johnny Goe logo depois produziu seus dois grandes hits: "Donna", uma balada romântica que fizera para uma paixão de colégio (que alcançou o segundo lugar nas paradas norte-americanas), e "La Bamba", que é a releitura de uma canção folclórica mexicana, de mesmo nome, a qual tomou a decisão de gravá-la após cruzar a fronteira e dar um passeio em Tijuana. Outras baladas que fizeram deste jovem artista conhecido no cenário musical "Ooh! My Head" e o cover de "We Belong Together", que chegaram às mais altas paradas de sucesso dos Estados Unidos.

Após sua morte em um acidente de avião, pouco do material inédito disponível de Valens foi lançado em disco.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Ritchie_Valens

Se você gosta de ler histórias sobre "Cangaço" clique no link abaixo:

http://blogdomendesemendes.blogspot.com

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Verônica Sabino - Cantora

lyrics.wikia.com

Verônica Estill Sabino (Rio de Janeiro, 4 de outubro de 1960) é uma cantora e compositora brasileira.1

Carreira artística[editar | editar código-fonte]

Conquistou o primeiro sucesso em 1986 com a canção "Demais" (versão feita por Zé Rodrix e Miguel Paiva de "Yes It Is" de Lennon/McCartney), um dos maiores sucessos daquele ano, trilha sonora da novela Selva de Pedra. Mais tarde, voltou às paradas de sucesso com a canção "Todo Sentimento" (de Chico Buarque e Cristóvão Bastos, gravada em 1988 para a novela Vale Tudo), assim como com o dueto com Emílio Santiago na canção "Tudo o Que Se Quer" (Versão de Nelson Motta para "All I Ask Of You", gravada em 1989 para a novelaTieta).


Anos depois, lança os álbuns Verônica (1993), Vênus (1995) e Novo Sentido (1997). Em 1999 participou de apresentações no Midem, feira da indústria fonográfica, na França, e teve um disco lançado por lá. No mesmo ano, foi editada a coletânea Passado a Limpo, com algumas faixas inéditas.

A cantora é filha do escritor Fernando Sabino e ex-integrante do grupo vocal Céu da Boca (participou de 1979 a 1984).2


http://pt.wikipedia.org/wiki/Ver%C3%B4nica_Sabino

Se você gosta de ler histórias sobre "Cangaço" clique no link abaixo:

http://blogdomendesemendes.blogspot.com

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

INTERNADO DESDE AGOSTO, NETINHO DEVE PASSAR A VIRADA DO ANO NO HOSPITAL

Por Daniele Starck  - 22 dez 2014

O cantor Netinho segue com a saúde frágil. Internado no hospital Sírio-Libanês desde agosto deste ano, ele deve passar Natal e Ano-Novo na instituição. Segundo sua assessoria, ele está em tratamento contra uma tontura que sente desde que sofreu três acidentes vasculares cerebrais no ano passado, quando ficou também um longo tempo internado.

Em seu perfil oficial no Facebook, o cantor publicou uma mensagem para os fãs em 3 de novembro deste ano, afirmando que se distanciaria das redes sociais até que estivesse se sentindo totalmente recuperado. Ele também afirma que publicará novas informações de forma oficial, e que ninguém estaria autorizado a falar em seu nome.

Confira o comunicado completo:




Meus queridos fãs e amigos. Desde que, em algum momento desse ano, eu decidi manter à parte da minha vida pública qualquer fato relacionado ao meu tratamento e reabilitação, não tenho mais acessado qualquer rede social. E continuarei assim. Pedi que publicassem esta mensagem na minha Fã Page apenas para me justificar e para pedir licença a todos vocês que se sentem ligados a mim por algum motivo. Nunca os esqueço e sinto muita falta da nossa interação sempre acompanhada de amor, música, respeito e positividade. 

Então, até que eu me sinta prontamente recuperado e apto a voltar para a minha vida normal, continuarei recolhido na minha particularidade junto à minha família e aos outros irmãos que vou adquirindo com o tempo e com a vida. Portanto, informo que se houver algo a ser dito a vocês em qualquer tempo, serei EU mesmo que virei aqui e falarei diretamente. 

Nessa vida atual de tanto What'sApp, Facebook, Instagram e etc., é de real importância que todos vocês saibam que além da minha família, NINGUÉM SABE NADA dos meus dias nem está autorizado a falar por mim desde o dia 12 de julho desse ano. NINGUÉM. 

Este canal aqui, a minha Fã Page, é o ÚNICO LOCAL onde vocês encontrarão notícias minhas e publicadas por mim mesmo. Fora daqui, tudo é especulação, mentira ou engano.

Aproveito também o momento para comunicar isto aos amigos artistas, radialistas, jornalistas e todos da mídia.

Acredito que todos vocês estejam bem e felizes.
Muito obrigado e até qualquer dia.

Netinho

http://www.emresumo.com.br/2014/12/22/internado-agosto-netinho-deve-passar-virada-ano-hospital_68473.html?utm_source=HomePortal&utm_medium=baixaki

Se você gosta de ler histórias sobre "Cangaço" clique no link abaixo:

http://blogdomendesemendes.blogspot.com

domingo, 21 de dezembro de 2014

ZÉ HENRIQUE E GABRIEL - CANTORES


Zé Henrique e Gabriel é uma dupla de música sertaneja do Brasil. Zé Henrique, nascido em Rondonópolis estado do Mato Grosso Têm composições gravadas por artistas consagrados, como Milionário e José RicoSérgio ReisChico Rey e Paraná,Gian e GiovaniRick e RennerDanielRionegro e Solimões,LeonardoBruno e MarroneZezé Di Camargo e LucianoJorge e Mateus. Gabriel, natural de Formoso estado de Goiás, considerada por muitos uma das melhores segunda voz entre as duplas sertanejas de todo Brasil. Conquistou seu espaço na música brasileira, nomes como Zezé Di Camargo e Luciano,Edson e Hudson, Di Paulo e Paulino, Rio Negro e Solimões,Eduardo Costa entre outros interpretaram canções de sua autoria.


Formada em 1996, em Caldas NovasGoiás, a dupla Zé Henrique & Gabriel ou simplesmente João Rodrigues e Odailton, seus nomes de batismo. Eles se conheceram no ano de 1994 e dois anos depois receberam o convite para gravarem uma música que seria veiculada em rádio e distribuída por sua região, para realizarem shows. Estava dada a largada para uma carreira de conquistas.


O cantor Zé Henrique descobriu o dom de compor ainda adolescente. Desde então, não párou mais. A sua primeira vitória a nível nacional, foi quando uma das suas canções foi gravada por Gian e Giovani, e executada nas rádios de todo o Brasil.

Daí em diante suas composições se multiplicaram e hoje ele assina mais de duzentas, gravadas por renomes da música sertaneja como Bruno & Marrone, Daniel, Zezé di Camargo & Luciano, Edson & Hudson, Rick & Renner, Leonardo entre outros. Assim como seu parceiro, Gabriel também não deixa por menos. Atualmente, um dos principais sucessos da dupla Rionegro e Solimões, “Tô mal”, é de sua autoria.


Além de compositor, Zé Henrique também é reconhecido e respeitado como um excelente instrumentista. Participou de grandes projetos, como Meu Reino Encantado, do cantor Daniel, tocando viola caipira e do CD de vários artistas do segmento, tornando-se um dos principais violeiros do Brasil. No ano de 2002 gravaram pela BMG o primeiro CD da carreira, “Histórias do Coração”, trabalho que foi bem recebido pelo público e bem executado nas rádios. A partir do primeiro CD, entrou em cena o empresário Francisco Costa, amigo e antigo empresário da dupla. Sem dúvida o empresário Francisco Costa ajudou a divulgar e tornou a dupla conhecida nacionalmente.

Em 2003 lançaram pela gravadora Atração o segundo CD de trabalho, produzido por Pinocchio, no qual Zé Henrique é o autor de nove faixas inéditas e Gabriel de uma.

Com esse trabalho fortaleceu o nome da dupla dentro da música sertaneja e em execuções por todo o Brasil com a canção “Um louco”.

Lançando-o como compositor respeitado e requisitado por artistas consagrados, como Milionário & José Rico,Sérgio ReisChico Rey & Paraná, Gian e Giovani, Rick & RennerDanielRionegro & SolimõesLeonardoBruno & MarroneZezé Di Camargo & Luciano.

Gravaram seu primeiro DVD em 2008, onde estão os grandes sucessos da dupla como “Declaração”, “Morro de Saudade”, “O Brasil tá Cheio” com participação de Gino e Geno e “Vou Dormir na Rua” com participação de Rio Negro e Solimões. No ano de 2009, gravaram o quinto CD e segundo DVD da carreira - CD/DVD “Zé Henrique e Gabriel ao Vivo”. Composto por canções inéditas, grande parte delas de autoria de Zé Henrique. Esse trabalho rendeu bons frutos, o hit “O que combina comigo é você” - canção que ficou em 4º quarto lugar das músicas mais executadas em todo Brasil, “Ah, que Deus é esse” – faixa integrante da trilha sonora da novela Paraíso (Rede Globo) e que rendeu o convite para participação da dupla em algumas cenas da novela.

Em 2010 a dupla gravou seu sexto CD intitulado “Tá tudo Ok - Acústico” trazendo canções inéditas e releituras dos sucessos “O que combina comigo é você”, “Eu amo te amar”, “Oba, Oba” com participação de Alexandre Pires entre outras. No ano de 2011 Zé Henrique e Gabriel apostaram em músicas mais animadas, trouxeram ao seu público o CD “Lugar Perfeito” produzido pelo maestro Pinocchio com quatorze faixas inéditas como “Um dia deixo de te amar”, “Pela Metade” e “O lugar perfeito” a maioria de autoria de Zé Henrique.
     
Em 2012 sem medo de inovação e sem prender a rótulos e tendências musicais Zé Henrique e Gabriel fizeram um trabalho voltado a balada, ao público universitário com o CD “Zé Henrique e Gabriel – 2012”. Trazendo canções com arranjos dançantes. Recentemente gravaram o nono CD da carreira “Zé Henrique e Gabriel – “Difícil de Largar”. Com treze canções inéditas e duas regravações: “Chegou o Sol” com a participação de João Bosco e Vinícius e “Por baixo ou por cima”. Foi lançado em Janeiro de 2014 pela gravadora Som Livre com distribuição em todo território nacional.


http://pt.wikipedia.org/wiki/Z%C3%A9_Henrique_%26_Gabriel

Se você gosta de ler histórias sobre "Cangaço" clique no link abaixo:

http://blogdomendesemendes.blogspot.com

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

JORGE VERCILO - CANTOR


Jorge Luiz Sant´anna Vercillo Sampaio (recentemente, adotou seu sobrenome original, incorporando mais um “L”) (Rio de Janeiro11 de outubro de 1968) é um cantorviolonista ecompositor brasileiro. Com mais de 1,5 milhão de CDs e DVDsvendidos em mais de 15 anos de carreira, Jorge Vercillo é hoje um requisitado compositor. Até o momento, Vercillo lançou 10 CDs inéditos e 5 DVDs, tendo conquistado 1 Disco de Platina, 3Discos de Ouro e 5 indicações ao Grammy Latino (2007, 2009, 2010 e 2013). Suas canções já foram gravadas tanto por novos expoentes, quanto por grandes nomes da música brasileira, comoAna CarolinaMaria BethâniaCaetano VelosoBuchechaLeila PinheiroLuiza PossiDanilo CaymmiPedro MarianoJorge AragãoPeri Ribeiro, dentre outros.

É formado em jornalismo mas nunca chegou a exercer a profissão. Começou na música por incentivo de sua tia Lêda Barbosa aos 16 anos1 , depois de "desviado" dos treinos de futebol no Flamengo, por uma fita cassete contendo músicas deDjavan. Iniciou sua carreira artística aos dezesseis anos de idade, tocando em bares e em 1989 no Festival Internacional de Trovadores (INTROVESTCUR), em Curaçau, alcançou o primeiro lugar com a canção "Alegre", de sua autoria, recebendo também o prêmio de melhor intérprete.1 Jorge Vercillo nasceu em 11 de outubro de 1968, no Rio de Janeiro. Começou a se apresentar em bares cariocas ainda jovem, aos 15 anos de idade. Por incentivo de sua tia, Lêda Barbosa, foi se afastando dos treinos de futebol no Flamengo, onde já mostrava habilidade. Enquanto se apresentava na noite carioca, participou de vários festivais de música pelo país. Em 1989 e 1990, representou o Brasil no Festival Internacional de Curaçao, no qual venceu pelos dois anos consecutivos. Em 1989, com a canção “Alegre”, de sua autoria, e, no ano seguinte, com a canção “No bay”, no idioma nativo.


Em 1993, tem a chance de gravar seu disco de estréia, "Encontro das águas" (Continental), produzido por Renato Corrêa. O álbum foi bem recebido e duas canções do repertório se tornam sucessos nas rádios do todo o país: "Encontro das águas", que fez parte da trilha da novela Mulheres de Areia, e "Praia Nua", da novelaTropicaliente, ambas da TV Globo. Embalado pela boa repercussão de seu disco de estréia, Jorge Vercillo lança o CD "Em tudo que é belo" (Continental), em 1996, trazendo experimentos e fusões com a world music. Com esse disco, foi indicado para o Prêmio Sharp 1997 na categoria Melhor Cantor Pop. Em 1998, se desliga da gravadora Continental e lança, de forma independente, o CD Leve (1999). O disco traz "Final Feliz", música de sua autoria, gravada em duo com Djavan. A canção teve repercussão imediata nas rádios de todo o país e ganha uma releitura nas vozes de Caetano Veloso e Alexandre Pires, gravada no DVD ao vivo do grupo Só pra Contrariar. O sucesso de "Final Feliz" se estende ao longo do ano de 2000. E levou o cantor e compositor a subir ao palco do Canecão, RJ, também de forma independente. A repercussão de uma única apresentação numa casa de espetáculos lotada chamou a atenção de vários executivos de gravadoras multinacionais. Ainda em 2000, Jorge Vercillo assina com a sua atual gravadora, a EMI Music, que relança o álbum Leve, no final do mesmo ano. O disco rendeu ainda os sucessos “Leve”, “Avesso” e “Em órbita”.

Em 2002, Jorge Vercillo lança Elo, álbum que vende mais de 300 mil cópias num momento delicado para a indústria fonográfica. O disco traz novos sucessos para o compositor, como “Que nem maré” (música mais executada nas rádios de todo o país naquele ano), “Homem-aranha” (um dos maiores sucessos da carreira do compositor) e “Fênix”. Esta última, criada em parceria com Flávio Venturini, foi tema da minissérie “A Casa das Sete Mulheres”, da TV Globo. Ainda no repertório desse disco, a canção “O reino das águas claras”, é tema da nova versão do programa infantil “Sítio do Pica-Pau Amarelo”. No ano de 2003, mais uma canção do músico ocupa as primeiras posições nas rádios de todo o país. "Encontro das Águas", gravada em duo com Jorge Aragão, faz parte do CD e DVD "Jorge Aragão Convida - Ao Vivo". No final do mesmo ano, Jorge Vercillo lança seu quinto trabalho autoral, o CD e DVD Livre, que tem em seu repertório a canção Monalisa, mais um sucesso nas rádios de todo o país. Em 2004, ao lado de outros grandes nomes da música popular brasileira, Vercillo esteve presente na gravação do hino do projeto "Fome Zero". Nesse ano, participa também dos DVDs ao vivo de Ivan Lins (Guarde nos Olhos) e Pepeu Gomes (Deusa do Amor), e conhece Marcos Valle, com quem vem a compor a música “Pela ciclovia”, sucesso na voz de Leila Pinheiro. O ano de 2005 traz Signo de Ar, CD que inaugura novas parcerias de Jorge Vercillo com nomes como Ana Carolina, Nico Rezende, Torquato Mariano e Dudu Falcão. Este último, parceiro na música “Ciclo”, tema da novela “A Lua me Disse”, da TV Globo.

Em 2006, recebeu o Prêmio Tim na categoria de Melhor Cantor pelo Voto Popular. No mesmo ano, lançou seu primeiro DVD, Jorge Vercilo Ao Vivo. O projeto, uma coletânea de seus grandes sucessos, conta também com as participações especiais dos parceiros Ana Carolina, Marcos Valle e Leila Pinheiro. Em 2007, Jorge Vercillo, mais uma vez, recebe o Prêmio TIM na categoria de Melhor Cantor pelo Voto Popular. No mesmo ano, participa de "Coisa de Jorge", CD e DVD lançados pela EMI Music em show homenagem a São Jorge, que reuniu os “Jorges” Vercillo, Benjor, Mautner e Aragão, no dia 23 de abril, na Praia de Copacabana. Dentre as músicas inéditas do projeto, a canção “Líder dos templários” (composta por Jorge Vercillo, Jorge Benjor e Jorge Aragão), um canto de fé ao santo devoto, foi sucesso nas rádios. Todos Nós Somos Um, foi lançado em novembro de 2007. O sétimo trabalho de inéditas de Jorge Vercillo tem ótima repercussão da crítica especializada. O álbum, que marca uma renovação na proposta musical do artista, traz os já conhecidos desenhos melódicos de Vercillo, desta vez mais próximos do universo musical brasileiro, em ritmos como samba, xote, toada, bossa nova. O disco traz importantes parcerias do compositor com Fátima Guedes, Marcos Valle, Paulo César Feital, entre outros. Escolhida como o primeiro single do álbum, a canção “Ela une todas as coisas” (parceria com Jota Maranhão), foi sucesso nas rádios de todo o país. A música compôs a trilha sonora de “Duas Caras”, novela das 21h da TV Globo. Ainda do disco Todos Nós Somos Um, a balada “Deve ser” (Jorge Vercillo/Dudu Falcão) foi escalada para a trilha sonora do folhetim “Viver a vida”, de Manoel Carlos.

O CD e DVD “Trem da Minha Vida” foi lançado em março de 2009 pela EMI Music. O projeto traz o registro ao vivo de duas noites de ingressos esgotados no Canecão, RJ (dias 31 de outubro e 1º de novembro de 2008), além de alguns dos sucessos da carreira do artista. No final de 2009, o cantor se desliga amigavelmente da EMI Music. E em janeiro de 2010 assina contrato com a Sony Music/Day 1, que lança em abril do mesmo ano “D.N.A”, o oitavo disco de inéditas de Vercillo. O álbum teve como primeiro single a canção “Me transformo em luar”, que recentemente ganhou uma versão em espanhol, criada pelo cantor e compositor argentino Pedro Aznar e a balada assinada em parceria com Dudu Falcão, “Deve ser”, integrou a trilha sonora da novela “Viver a vida”, de Manoel Carlos, da TV Globo. No Cd, também se destacaram musicas como “Arco-Íris”, sucesso nas rádios de todo o Brasil e “Há de ser”, que traz a participação especial de Milton Nascimento. A turnê do álbum “D.N.A.” passou por todo Brasil e foi encerrada no dia 2 de julho de 2011 no palco do Vivo Rio, no Rio de Janeiro. Na ocasião, Jorge já produzia o seu nono álbum de inéditas “Como Diria Blavatsky”.

Com o novo CD, que chegou às lojas em outubro de 2011, Vercillo inicia uma nova fase na carreira, ao lançar o disco pelo seu próprio selo, Leve, com distribuição da Posto 9 Música/MicroService. “Sensível Demais”, música que faz sucesso nas rádios de todos Brasil e está em 1o lugar no Rio de Janeiro, é uma canção de amor inédita na voz do cantor. De autoria de Vercillo, “Sensível Demais” foi lançada pela dupla Chrystian & Ralf em 1998 e regravada por Maria Bethânia em 2005. “Memória do Prazer”, primeira música composta em parceria com a sua mulher Gabriela Vercillo, integra a trilha sonora da novela Fina Estampa, da TV Globo. A canção, que tem a participação especial de Ninah Jo e faz parte do repertório do CD DNA, entrou como bônus no novo álbum. O cantor e compositor foi escolhido para cantar na abertura do Brazil Festival, que aconteceu em Amsterdamdurante os meses de outubro e novembro de 2011. Vercillo se apresentou no dia 3 de outubro de 2011, dando início ao megaevento que vai celebrar a cultura brasileira na cidade holandesa. Jorge Vercillo estreou sua nova turnê Como Diria Blavatsky, no Rio de Janeiro, dia 29 de outubro de 2011, no Citibank Hall e seguiu em turnê por todo o pais.

Na sua primeira turnê européia, que ocorreu em 2012, apresentou-se nas seguintes casas de show Dingwalls(Londres), Pizza Express Live Jazz (Londres), TMN Hall (Lisboa), Mr. Pickwik (Genebra), Teatro Rivoli (Porto) eNew Morning (Paris). Esta passagem pelo velho continente foi do dia 15 ao 24 de maio daquele ano.

Em 2013, o artista novamente concorre ao prêmio de MEJOR ÁLBUM MÚSICA POPULAR BRASILEÑA (Melhor Álbum MPB) com Luar de Sol no Grammy Latino.

O artista iniciou no dia 05 de janeiro de 2013 um projeto em parceria com Dudu Falcão e o Canal Brasil intituladoCompositores Unidos.

Gravado na casa do cantor e compositor Jorge Vercillo, idealizador do projeto ao lado de Dudu Falcão, a série apresenta oito encontros, no estilo sarau, de um grupo de músicos que se une para trocar ideias e cantar. A produção do Canal Brasil tem parceria com a B2 Produções e direção de Darcy Burger.

Cada programa traz uma respeitada seleção de convidados: Roberto Menescal,Chiara Civello,2 Angela Ro Ro,Verônica SabinoJorge AragãoFlávio VenturiniLeny AndradeAltay VelosoFatima GuedesGabriel Moura,Max VianaTotonho VilleroyNina JoClaudio CartierNico RezendeLuiza PossiIve, dentre outros, marcam presença na atração.

El Guión, composta e interpretada por Villeroy, é a canção de abertura.
Para o repertório, foram selecionadas, dentre outras, Nada a Perder, de Lenine e Dudu Falcão; O Barquinho, clássico de Menescal e Ronaldo Bôscoli; Como Diria Blavatsky, de Jorge Vercillo; Todo Sentimento, fruto da parceria de Cristovão Bastos e Chico Buarque; Condenados, de Fatima Guedes; Além de Mim, criada por Jorge Aragão e Nilton Barros; e Noites com Sol, de Flávio Venturini e Ronaldo Bastos.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Jorge_Vercilo

Se você gosta de ler histórias sobre "Cangaço" clique no link abaixo:

http://blogdomendesemendes.blogspot.com

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Maria Cecília & Rodolfo - Cantores


Maria Cecília & Rodolfo são uma dupla de Sertanejo, formada por Maria Cecília Serenza Ferreira Alves (Campo Grande7 de agosto de 1985) e Rodolfo Trelha Jacques de Carvalho(Nioaque1º de outubro de 1984). Começaram a cantar nos corredores da faculdade de zootecnia e decidiram que poderia ser levado a sério. Daí começaram a tocar em feiras realizadas pela universidade e em bares da cidade. Apadrinhados de Jorge & Mateus1, gravaram seu primeiro CD promocional Você de Volta em 2008. No ano seguinte (2009), foi lançado seu segundo CD e primeiro DVD, pela Som Livre Ao Vivo em Goiânia. Também em 2009 a musica Você de Volta fez parte da trilha sonora da novela global Novela Paraíso 1 . Já em 2010, a dupla gravou um novo CD/DVD, também pela Som Livre Ao Vivo em São Paulo, quando fizeram uma parceria com o grupoExaltasamba a música "O Troco". Após um ano sem gravar, em2012 o casal gravou o CD/DVD "Com Você, em Campo Grande, novamente pela Som Livre.


Conheceram-se na Universidade Católica Dom Bosco de Campo Grande em 2005 após Rodolfo ser transferido de faculdade, no estado do Mato Grosso do Sul, onde os dois cursavam de Zootecnia. Maria, em 2007, convidou o, até então, colega de sala para formarem uma dupla. Ambos viram que a amizade havia se transformado em outro sentimento e em outubro de 2009 começaram a namorar. Casaram-se em outubro de 2012, em Campo Grande.2

http://pt.wikipedia.org/wiki/Maria_Cec%C3%ADlia_%26_Rodolfo

Se você gosta de ler histórias sobre "Cangaço" clique no link abaixo:

http://blogdomendesemendes.blogspot.com